domingo, 6 de março de 2011

Espaços

O mar faz redemoinho
E fica a reclamar,
Quando não encontra
Praia para se espalhar.
Vai e vem, vai e vem
Para nas pedras esbarrar.
A dor é grande e fica
A reclamar, achando
Que devia ter um lugar,
Onde se espalhar.

Concita
28/03/76



Foto extraída da Postagem "Redemoinho", do Blog A Ampulheta do tempo que passa, de Catarina Alves, de Ponta Delgada, Açores, Portugal: http://2.bp.blogspot.com/_jpurW6huHrE/S8ogpPYtaZI/AAAAAAAAAUo/_aF-UzYpvQo/s1600/IMG_4626.jpg-a.jpg , a quem agradeço pela adequação da foto à poesia "Espaços".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direitos autorais

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Não copie, reproduza ou publique sem mencionar os devidos créditos.