quinta-feira, 21 de julho de 2011

Metamorfose


A borboleta ligeira
Que vive a voar,
Um dia foi lagarta
Vivia a rastejar.

Concita
30/03/1976

Riqueza

Uma garrafa,
O brilho de criança,
A bondade de um ancião,
O som da madrugada,
O afago de um irmão,
O ouro do entardecer,
A grandeza do"dar-se as maõs",
O envolvimento do orvalho,
Tudo isso contido
Dentro de uma garrafa.

Concita
04/02/1978

domingo, 17 de julho de 2011

Gente grande

Cavalo de pau,
Menino brincando
E vivendo a ilusão
Que é forte, é herói.
A brincadeira acaba
E não o abala.
Com gente grande,
Quando a ilusão acaba
No seu lugar
Fica uma decepção...

Concita
30/01/1977

Resultado

Triste da pomba
Que atingida,
Sangra, se debate, se agita...
Quando o sangue estanca,
Sara a ferida.
Pode voar e voa,
Levando consigo
A marca recebida.
 
Concita
02/09/1977

sábado, 9 de julho de 2011

Procura

Um grito de desespero 
É lançado no infinito
Em forma de espiral.
Espera ser ouvido
Pelo espaço.
Procura o eco,
Não ouve o eco.
Procura resposta,
Não ouve resposta.
Toma a forma de flecha
E volta à terra
Em queda vertical,
É tragado eliminado.
Foi tão loge, voltou,
Resposta não encontrou.

Concita21/02/1977

sábado, 2 de julho de 2011

Superação


Transparente quero ser,
Desenvolver
Ao ponto de brincar
Com as abelhas,
Com os marinbomdos
Dialogar,
Admirar as serpentes,
Em vez de repugnar.
Purificar meus pensamentos,
Elevar meu espírito,
Isso hei de alcançar,
Para na hora de partir,
Poder me fragmentar,
De forma que os fragmentos,
Alguém possa alcançar...

Concita
12/02/1978


Mágoa

Mágoa
Se lava
Com água
Cristalina
De origem
Divina.
Assim lavada,
A alma
Sem mágoa,
No final,
É cristal...


Concita
16/03/2011

Direitos autorais

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Não copie, reproduza ou publique sem mencionar os devidos créditos.