sábado, 28 de janeiro de 2012

A Vara e o capim
























O capim e a vara
Olhavam para mim.
Ele pedia assim:
- Olhe para baixo,
Estou sufocado,
Tire a terra que está
Em cima de mim.
Ela falava assim:
- Olhe para o alto,
Tenha pena de mim,
Minha ponta está rachada
Não posso viver assim.
Ajudei a vara,
Socorri o capim!
Concita
20/11/1976

sábado, 21 de janeiro de 2012

Contratempo


Difícil é viver
A vida, quando
Em diversas ocasiões,
O poder da água fria
Acaba com o poder
Da água fervente!
 
 
Concita
15/01/2012

Cordão umbilical



Cordão umbilical
Conduzindo
Rosas e lírios.
Cordão umbilical
Nutrindo
Com perseverança
Aquela rosa
Aquele lírio.
Cordão umbilical
Constante
Até o ponto final.
Cordão umbilical
Fonte de vida,
De liberdade
Ao ser desativado,
Sem impedir
A continuação
Do perfume da rosa,
O perfume do lírio.
Formidável !
Cordão umbilical
Colocando aquela rosa,
Colocando aquele lírio
No canteiro
Encantado da vida...

Concita
20/01/2012

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Sempre

Às vezes na vida
Somos ávores curvadas.
Sempre na vida
Os vendavais passam...

















Concita
05/01/2012

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Ser gente

 
Ser gente é:
Saber levantar a cabeça;
Saber olhar em frente;
Saber caminhar seguro;
Saber dormir tranquilo!...

Concita 
04/02/1978

Ponto de partida


As palavras sugerem vultos,
Os vultos sugerem imagens,
As imagens, pessoas, coisas.
As pessoas e coisas reais
Podem ser um caminho,
Um ponto de partida
Aos nossos ancestrais,
Às nossas raízes,
À simplicidade do pensar,
À pureza das intenções,
Ao desejo do sublime...
Concita 
18/06/1981

Só porque...





Se a lágrima que cai
E estoura no chão
Não faz barulho,
Por que esse barulhão,
Só porque acabou
Uma ilusão?

Concita 
10/09/1978

Direitos autorais

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Não copie, reproduza ou publique sem mencionar os devidos créditos.