domingo, 12 de maio de 2013

Vontade












Tenho vontade de cantar
As canções mais belas que há,
Para minha mãe que no céu deve estar.
Tenho vontade de juntar
As flores mais belas que há,
Para minha mãe que no céu deve estar.
Tenho vontade de abraçar
A minha mãe que no céu deve estar
E desse abraço tirar consolo e coragem,
Para continuar nessa minha vida
De tanto fazer, realizar...

Concita
10/05/1976

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Ser mãe II


Mãe é sol e lua,

Presença constante

Aquecendo e suavizando

As estrelas do seu universo!



Concita
09/05/2013

Ser mãe




Ser mãe
É plantar sementes
Ao caminhar na vida.
Ser mãe
É colher diferentes flores
Ao caminhar na vida.
Ser mãe
É agasalhar em seus braços
As diferentes flores colhidas...

Concita 
09/05/2013

sábado, 4 de maio de 2013

O Mistério das cores


O mistério das cores...
O mistério da vida...
A cor que embeleza a vida
É a cor verde
Ou a cor da verdade, da bondade?





O mistério das cores...
O mistério da vida...
A cor que perturba a vida
É a cor vermelha
Ou a cor da inveja, da intriga?




O mistério das cores...
O mistério da vida...
A cor que bloqueia a vida,
É a cor preta
Ou a cor da guerra, da inércia?





O mistério das cores...
O mistério da vida...
A cor que dá significado à vida
É a cor lilás
Ou a cor da potência que cada pessoa traz?





Concita
12/02/78

domingo, 14 de abril de 2013

Sete véus


Se sete véus existissem,
Para no tempo esvoaçar
E esvoaçando conseguissem
Levar os sete pecados capitais,
Que às vezes são fatais,
Nos sete cantos do mundo,
Miséria não haveria mais!
Haveria fantasias reais,
Que se tornariam
Verdadeiros rituais
De paz e harmonia,
Quase sobrenaturais.

Se sete véus existissem,
Para no tempo esvoaçar,
Levando tudo de mau,
Deixando só o bom ficar,
A humanidade viveria
E deixaria de lutar!

Concita 
03/03/1977

sábado, 23 de março de 2013

Surpreendente













Era uma cidade
Com quatro mulheres.
A mais velha era a rainha,
Cabelos pretos ondulados,
Bonita,
Altaneira, altaneira...
Outra, como o bobo da corte,
A todos envolvia,
Com sua digna atividade
De promover alegria...
A mais nova era a princesa,
Cabelos louros ondulados,
Bonita,
Inteligente, inteligente...
Outra, quase não notada,
Era simples, sonhadora,
Cresceu, cresceu,
Floriu, frutificou...
Os frutos vicejaram,
Através do vento
Dispensaram sementes.
A cidade ficou povoada,
Pessoas, pessoas,
Com nobres sentimentos!

Concita
19/03/2013

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Brado


O homem todo
É um protesto.

Vem o homem
Por vale escarpado,





Rio caudaloso,



Enfrentando vulcão.


O homem todo
É um protesto.
Vem procurando
Direito individual,
Serenidade,
Realização.
O homem todo
É um protesto
Por uma existência,
Realmente vivida!


Concita
19/01/2013

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Mudando o pensar














A baleia-azul
Invadiu a floresta.
A floresta
Mais colorida,
Mais diversificada
Ficou,.
Gerando mudança
No ver,
No pensar!
O macaco-dourado
Invadiu o mar.
O mar
Mais colorido,
Mais diversificado
Ficou,
Gerando mudança
No ver,
No pensar!

Concita
10/01/2013

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Beleza exterior


A bola de sabão
Encanta
Com sua coloração,
Assim como a pena
Do pavão...
A pena do pavão
É mais duradoura
Que a bola de sabão,
Mas, um dia,
Também cai no chão!...


Concita
11/04/1976

domingo, 6 de janeiro de 2013

Quem é, quem é?
















É juiz sentenciador,
É advogado defensor, 
É advogado acusador. 
Não tem corpo, 

Não tem alma, 
Não tem forma. 
Tem reação, 
Tem presunção, 
Tem alegria, 
Tem tristeza. 
É impiedoso, 
É bondoso. 
Fica doente, 
Fica cansado, 
Fica esgotado. 
Vive comigo, 
Vive contigo. 
Trabalha muito. 
Não pede licença, 
Não tem ordenado. 
Coitado do pensamento 
Para ele, não há feriado! 


Concita 
04/01/1977

No mundo do “ faz de conta”



No mundo do “faz de conta”
Todo mundo é feliz.
Não há metáfora,
Não há metamorfose,
Não há mitose,
Não há mato,
Não há monte,
Não há movimento.
No mundo do “faz de conta”
Todo mundo faz seu conto
Com encanto
E é feliz!

Concita
06/07/1977


Direitos autorais

Os textos deste blog estão protegidos pela lei nº 9.610 de 19/02/1998. Não copie, reproduza ou publique sem mencionar os devidos créditos.